Ismália?

Quando acordei, eu já tinha se levantado. Eu se lavava de mais uma noite de sonhos mal-esquecidos. Pela janela do quarto vi parte do azul acima do concreto; a brisa dançava com a cortina branca. Havia uma melodia essencial no ar. Eu não podia escutá-la enquanto fazia a barba, perfumava-se, vestia-se e disfarçava-se para mais um dia. Diante do espelho eu não percebia que alguma coisa lhe faltava. Naquela manhã, no apartamento do décimo terceiro andar, neste quarto comecei a viver o dia. Eu vivia mais um que já fora começado muito antes e que continuaria muito depois. Vi eu indo embora mais uma vez daquela casa sem lar, seguindo para o trabalho, correndo pelo asfalto.

Só. O apartamento pleno pela ausência de eu estava cheio das suas riquezas. Seu tesouro acumulado: a majestosa TV, o suntuoso home-theater, a luxuosa cozinha, o magnânimo quarto, o esplêndido, a exuberante… Coisas. Espórios de um rei conquistado pelas suas posses. Mas a claridade azul do dia foi entrando pela janela com a brisa e com a música.

Dancei, vivo, dancei. Os olhos apagados da tela da TV não refletiram a dança, nem as caixas de som do home-theater escutaram a música. O apartamento ainda era mais uma caixa empilhada em cima de outras caixas, embaixo de outras caixas, ao lado de caixas empilhadas. Mas o concreto não taparia aquele minúsculo furo entre os prédios por onde o céu, em forma de azul, brisa e música, entrava.

Por isso pulei pela janela, voei pelo ar e me tornei parte daquela melodia.

Quando mais tarde eu voltou ao apartamento, não ouviu a música nem viu a dança, mas notou a janela aberta e alguma coisa lhe faltando. Pulou pela janela, voou pelo ar e se tornou parte daquele asfalto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: