poema 038

Quando a gente se casar

Para morar, basta um casebre
pobre, feito de pau a pique.

Importa é que não falte
nem boceta alegre
nem caralho em riste.

2 Respostas to “poema 038”

  1. Urso Says:

    Que singelo esse poema…

  2. Jorge Says:

    já dizia o poeta maior: que seja eterno enquanto duro!
    hehehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: