poema 044

Escreve a linha aberta
e corta
o verso pelo meio
e retorna
à linha aberta no verso
que se volta
ao ponto de partida, chegando
ao verso novo

Uma resposta to “poema 044”

  1. Jorge Says:

    chega uma hora em que é preciso se livrar do poema, porque ele não vai ser mais do que é por mais que seja reescrito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: