Archive for maio \11\UTC 2013

poema 095

sábado, maio 11, 2013

Paradidáticos

Para quê didáticos
Paradigmáticos
Estilo estigmático
Dáctilos datilográficos
Pterodáctilos?

poema 094

terça-feira, maio 7, 2013

genéricos

O romance vence sempre por pontos,
enquanto o conto deve vencer por nocaute
____________________(Julio Cortázar)

o poema vence num piscar de olhos.

poema 093

terça-feira, maio 7, 2013

de que lado
__________do balcão
__________das grades
__________do gatilho
__________das câmeras
____________________a vida vale mais?

poema 092

segunda-feira, maio 6, 2013

o botão da Rosa

Mas oh não se esqueçam
da rosa da rosa
(Vinícius de Moraes)

a rosa de Hiroshima canta como um coral
bem orquestrado e divinamente regido.
a voz de um milhão de crianças ecoa em cada pétala
ensanguentada, em cada alvorada
catastrófica, em algumas manchetes
da última hora.

a rosa ecoa ecoa
ecoa

Nagasaki, Armênia, Oscar Freire,
Ruanda, Carandiru, Nova York,
Daslu, Varsóvia, Gaza,
Boston, Carajás, Haiti,
Iraque, Bósnia, Alemão,
Afeganistão, Canudos, Vietnã
Nanquim, Bósnia, a rua da minha casa.

uma canção brotou tingindo
as cores de todas as bandeiras
desfraldadas nas fronteiras de todos os quintais.
e os lençóis de puro linho estão despetalados.

a rosa ecoa ecoa
ecoa

em cada canto há uma botão de rosa
prestes a explodir seu canto.

poema 091

segunda-feira, maio 6, 2013

haicai incidental

um lençol cobre
um corpo que dorme
no meio da rua

poema 090

sexta-feira, maio 3, 2013

EXIT SP

êxito
no trânsito,
existe?